quinta-feira, 6 de outubro de 2016

DATA SCIENCE - Análise exploratória de dados - Campeonato Brasileiro - 2016 - Série A

Dados retirados do site da CBF.

O gráfico considera a média de todos os jogos até a data que este post foi publicado.

Melhor performance de gols : Atlético - MG
Segunda melhor performance de gols - Ponte Preta - SP

A posição atual do campeonato - TOP 3
1o. PALMEIRAS - SP
2o. FLAMENGO - RJ
3o. ATLÉTICO - MG

Curiosidade : O Flamengo, com uma performance negativa em relação a média, está em terceiro lugar. Um gráfico com eixo de tempo esclareceria este aparente paradoxo.


Obs: Não foi possível plotar um gráfico de performance na linha do tempo pois o site não fornece essa informação.


Fonte
http://www.cbf.com.br/competicoes/brasileiro-serie-a/artilharia/2016#.V_bAR0wrKM9

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

DATASCIENCE - Análise exploratória de dados - Venda de material para construção civil

Índice de volume de vendas de materiais de construção
Brasil

Em verde o índice apurado, em azul a regressão linear.
Cada ponto significa a variação do índice em relação ao ano anterior.
Mesmo que os índices sejam todos negativos, existe uma tendência positiva, pois as vendas estão aumentando.
Os dados podem ser um indicativo de que indústria de construção civil está se recuperando, ainda que lentamente.


Tipo de Índice Mês Indice
Índice base fixa (2011=100) 01/02/2016 89,2
Índice base fixa (2011=100) 01/03/2016 96,6
Índice base fixa (2011=100) 01/04/2016 90,9
Índice base fixa (2011=100) 01/05/2016 92,9
Índice base fixa (2011=100) 01/06/2016 94,5
Índice base fixa (2011=100) 01/07/2016 96,1
Índice base fixa com ajuste sazonal (2011=100) 01/02/2016 98,7
Índice base fixa com ajuste sazonal (2011=100) 01/03/2016 98,1
Índice base fixa com ajuste sazonal (2011=100) 01/04/2016 94,4
Índice base fixa com ajuste sazonal (2011=100) 01/05/2016 94,3
Índice base fixa com ajuste sazonal (2011=100) 01/06/2016 95,4
Índice base fixa com ajuste sazonal (2011=100) 01/07/2016 93
Variação mês / mês anterior com ajuste sazonal 01/02/2016 2,6
Variação mês / mês anterior com ajuste sazonal 01/03/2016 -0,6
Variação mês / mês anterior com ajuste sazonal 01/04/2016 -3,8
Variação mês / mês anterior com ajuste sazonal 01/05/2016 -0,1
Variação mês / mês anterior com ajuste sazonal 01/06/2016 1,2
Variação mês / mês anterior com ajuste sazonal 01/07/2016 -2,5
Variação mensal (base: igual mês do ano anterior) 01/02/2016 -11,1
Variação mensal (base: igual mês do ano anterior) 01/03/2016 -14,7
Variação mensal (base: igual mês do ano anterior) 01/04/2016 -13
Variação mensal (base: igual mês do ano anterior) 01/05/2016 -10,6
Variação mensal (base: igual mês do ano anterior) 01/06/2016 -9,6
Variação mensal (base: igual mês do ano anterior) 01/07/2016 -12,6
Variação acumulada no ano (base: igual período do ano anterior) 01/02/2016 -14,8
Variação acumulada no ano (base: igual período do ano anterior) 01/03/2016 -14,8
Variação acumulada no ano (base: igual período do ano anterior) 01/04/2016 -14,3
Variação acumulada no ano (base: igual período do ano anterior) 01/05/2016 -13,6
Variação acumulada no ano (base: igual período do ano anterior) 01/06/2016 -13
Variação acumulada no ano (base: igual período do ano anterior) 01/07/2016 -12,9
Variação acumulada de 12 meses 01/02/2016 -9,5
Variação acumulada de 12 meses 01/03/2016 -10,9
Variação acumulada de 12 meses 01/04/2016 -11,6
Variação acumulada de 12 meses 01/05/2016 -11,6
Variação acumulada de 12 meses 01/06/2016 -12,4
Variação acumulada de 12 meses 01/07/2016 -12,9

Fonte dos dados : IBGE
http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/comerc/default.asp?z=t&o=13&i=P

domingo, 18 de setembro de 2016

DATA SCIENCE na prática - TAXA DE ESCOLARIZAÇÃO NO BRASIL - O problema do Brasil é a educação?

Você acha que o problema do Brasil é a educação?

Olhe este gráfico é tire suas conclusões.


Fonte : http://seriesestatisticas.ibge.gov.br/series.aspx?no=4&op=0&vcodigo=PD170&t=taxa-escolarizacao-grupos-idade

 Fonte: IBGE, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 1992/2007

*Considerações sobre a limitação da abrangência geográfica e temporal das séries com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD).

Tendo em vista os problemas metodológicos na comparação, entre décadas, dos resultados da PNAD (ver PNAD - Notas Técnicas, pp. 23;17 -19), a seguinte particularidade das séries históricas deve ser registrada:

   As séries que apresentam dados absolutos não ultrapassam o período de uma década, mas  cobrem todos os níveis geográficos de divulgação da pesquisa ( Brasil, Grandes Regiões, Unidades da Federação e 9 Regiões Metropolitanas: Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre). O inverso ocorre nos casos de séries que apresentam apenas dados relativos (percentuais),  que podem cobrir períodos mais longos mas, no entando, em virtude da variabilidade das situações urbano-rural entre décadas, estas séries somente são apresentadas para os níveis geográficos de Brasil e Grandes Regiões ( Regiões Geográficas: Norte, Nordeste, Sudeste, Sul e Centro-Oeste) .